Era Uma Vez: Jogos Vorazes

“Era Uma Vez” é um meme no qual eu falarei sobre um livro que virou filme ou vice-versa.

Classificação: 14 anos
Diretore: Gary Ross
Elenco: Liam Hemsworth, Jennifer Lawrence, Elizabeth Banks, Josh Hutcherson, Woody Harrelson, Willow Shields, Stanley Tucci, Alexander Ludwig, Isabelle Fuhrman
Duração: 144 min

E mais um vez, eu chego com “Jogos Vorazes” para vocês! Pois é. Sexta-feira, 18h00 lá estava eu, na porta do cinema aguardando ansiosamente para que o filme começasse. Bom, eu já falei para vocês a minha opinião sobre o livro, e agora é a vez do filme sofrer em minhas mãos. Muahahaa.

Efeitos Especiais: ✭✭✭✭

Fidelidade ao livro/Adaptação: ✭✭✭✭✭ +1

Trilha Sonora: ✭✭✭✭✭

Detalhes importantes: ✭✭

Total: ✭✭✭✭

Continuar lendo

Musical Quote #2

Esse fim de semana fez dois meses que eu fui no show da Laura Pausini, então, para comemorar, um trecho da minha música favorita:

Invece no, non c’è più tempo per spiegare. Per chiedere se ti avevo datto amore. Io sono qui, e avrei da dire ancora. Ancora

Esse vídeo foi filmado ao vivo do show que eu fui *-*

Assinatura_4

 

O Meme das Onze Coisas

Recebi esse Meme muito fofo da linda da Ni do Ninhada Literária! Nunca tinha visto esse meme, mas espero que gostem. Acho uma maneira legal de conhecerem um pouco mais sobre mim.

Regras:
Escrever 11 coisas (aleatórias) sobre você no blog;
Responda às perguntas que a pessoa criou pra você e crie 11 novas perguntas para a pessoa que você indicar;
Escolha as próximas 11 pessoas para responder e indique seus respectivos links no post;
Vá às páginas e avise quem você indicou;
Não volte o meme;
Você tem que postar as regras. 

Continuar lendo

Jogos Vorazes (Jogos Vorazes #1) ~ Suzanne Collins

Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irmã mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva.

As reviravoltas do jogo e as dificuldades enfrentadas pela protagonista levam os leitores a sofrer junto com ela, enquanto descobrem um pouco sobre seu passado e seu relacionamento com Peeta Mellark, o outro tributo enviado pelo Distrito 12 para lutar nos Jogos Vorazes.

Inspirada pelo mito grego de Teseu e o Minotauro e bebendo nas melhores fontes da ficção científica, Suzanne Collins faz uma dura crítica à sociedade do espetáculo atual e prende a atenção do leitor da primeira à última página com um romance envolvente e perturbador.

Jogos Vorazes – Suzanne Collins 

ISBN: 978-85-79-80024-5

Editora: Galera Record

Ano de Lançamento: 2010

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 400

Finalmente um pouco de Jogos Vorazes para vocês! Bem, sejam todos bem-vindos ao mágico mundo de Suzanne Collins, no qual os antigos Estados Unidos se tornou um continente só, chamado Panem. Dividido em 13 Distritos mais a Capital e é governado tiranicamente por um presidente louco. Nos chamados “Dias Sombrios”, os 13 Distritos se rebelaram contra a Capital e uma sangrenta guerra é travada. Todo ano, a Capital realiza os Jogos Vorazes para lembrar aos moradores dos 12 Distritos restantes que não devem se voltar contra seus líderes. Cada um dos 12 Distritos deve enviar dois tributos (um masculino e um feminino) entre 12 e 18 anos para serem enviados à Capital, serem trancafiados em uma arena e lutarem até a morte. Ganha aquele que sobreviver.

E é nesse ponto que conhecemos nossa querida Katniss Everdeen, a protagonista da série. Ela vive no pacato Distrito 12, com sua vida de miséria, caçando ilegalmente com seu “melhor amigo” Gale, para conseguir sobreviver e ter comida. Ela cuida de sua irmã de 12 anos, Prim, e de sua mãe, com apenas 16 anos. Mas tudo muda no dia da “Colheita”. É o primeiro ano de Prim, e as chances de ela ser escolhida são mínimas. Mas o destino faz a sua parte e adivinhem o nome de quem é tirado do pote? Quando Katniss percebe que a única pessoa que ela realmente sabe que a ama está sendo tirada dela, ela se voluntaria como tributo. O tributo masculino que fará companhia à garota durante os jogos, é ninguém menos que o filho do padeiro, Peeta, que salvou-a anos atrás de morrer de fome.

Daí para frente, a narrativa de Collins transcorre de uma maneira que, quando você chega ao fim da página 400, você fica com aquela vontade de “quero mais” e ao mesmo tempo com aquela sensação de “como assim acabou?”. Suzanne tem uma escrita rica e extremamente fluída, que faz com que a leitura das 400 páginas passem em um piscar de olhos. Com uma história inovadora e envolvente, Jogos Vorazes é a leitura mais impressionante que eu fiz desde Harry Potter. Superou todas as minhas expectativas, e a editora Rocco vem ganhando cada vez mais espaço na minha estante com séries tão maravilhosas. Katniss também entrou na lista das melhores personagens femininas de minhas leituras, junto com a Amy Haskel, de Sociedade Secreta e Suze Simon, de A Mediadora.

Jogos Vorazes não é apenas mais um livro que envolve um triângulo amoroso, ação e etc. O livro tem um algo a mais que faz com que você se vicie nele o tempo todo. O segundo e o terceiro volume da série, Em Chamas e A Esperança, vem para vocês nas próximas semanas, pois, assim como eu, quando lerem a série vão se tornar viciados e não vão querer parar mais. Cada detalhe, cada descrição, cada personagem, cada linha… Cada elemento das 400 páginas faz com que o livro seja absolutamente maravilhoso.

Assinatura_4

Musical Quote #1

Para comemorar o lançamento do filme dos Jogos Vorazes nessa semana, e aumentar a minha vontade de ver o filme (depois de ler os maravilhosos livros da Suzanne Collins), segue para vocês, Safe and Sound, da Taylor Swift.

Just close your eyes, the sun is going down. You’ll be alright, no one can hurt you now. Come morning light, you and I’ll be safe and sound…

Assinatura_4

Avisos

Oi gente.

Primeiro, gostaria de me desculpar pelo meu sumiço aqui. Vocês vão entender um pouco mais pra baixo.

Segundo, eu passei aqui para dar alguns avisos a vocês, queridos leitores que não me abandonaram.

AVISOS

  1. A coluna “No Meu Correio” vai passar a ser mensal. O motivo? Eu ainda não tenho parceria com editoras, ou seja, todos os livros que chegam são comprados ou presentes de amigos, o que faz com que eles cheguem com menor frequência do que os outros blogs.
  2. Eu estou planejando fazer uma BookshelfTour para vocês. O que acham?
  3. Eu vou ficar um pouco ausente do blog nessas próximas semanas (leia-se até o fim de abril) porque eu vou entrar em época de provas e eu tenho provas direto desde amanhã até 20 de abril.
  4. Vou começar, a partir de amanhã, uma nova coluna chamada “Musical Quote”, na qual eu vou postar o trecho de uma música e o vídeo-clip oficial ou o vídeo com as letras. O trecho poderá ser achado na barra lateral durante toda a semana.
  5. Eu vou mudar o theme do blog por um que mais se encaixe comingo, por isso, vocês talvez encontrem alguns probleminhas de acesso ou algumas confusões no blog durante os próximos dias, okay?

Bem gente, é isso. Queria novamente me desculpar pelo sumiço e agradecer a todos vocês que não abandonaram o blog. Obrigada gente!

Beijos,

Assinatura_4

 

 

 

UPDATE -> 19.03 às 17h04: O theme que eu uso tá com um probleminha, então se vocês forem descendo a página, uma hora ele para, carrega e depois todos os posts aparecem fora de formatação. Eu ainda tô tentando descobrir o que é, mas assim que conseguir, aviso vocês.

Glee – O Início ~ Sophia Lowell

Uma oportunidade única para conhecer os bastidores do colégio McKinley – antes mesmo de o New Directions existir aos olhos do Sr. Schuester – e descobrir tudo sobre os principais personagens da série Glee.

Quando Rachel viu Finn com outros olhos pela primeira vez? Como Quinn e Puck começaram seu romance secreto? Quando Mercedes começou a confundir os conceitos de “amigo gay” e “namorado”? E como será que o então amador clube do coral sobrevivia sem um líder destemido? Dica: não era exatamente um sucesso.

“Glee – O início” é baseado na série de TV da Fox criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan. Prequel oficial da série Glee, atualmente exibida pela FOX e a partir de julho também na Rede Globo. A série é sucesso desde sua primeira temporada e teve 19 indicações ao prêmio Emmy e 11 Golden Globes.

Glee – O Início – Sophia Lowell

ISBN: 978-85-01-09441-4

Editora: Galera Record

Ano de Lançamento: 2011

Estrelas: 3 de 5

Páginas: 222

Quando vi o livro na estante da livraria, me empolguei. Pra quem ainda não percebeu, eu sou um pouco muito viciada em Glee. Enfim, eu fiquei super querendo ler o livro, e quando ele chegou, devorei em poucas horas. Não tinha muitas expectativas do livro, nenhum conhecido meu havia lido, mas mesmo assim fui na cara e na coragem.

Enfim, o livro conta a história do McKinley High antes do Mr. Schuester entrar para o Glee. Descobrimos várias coisas que não conhecemos sobre as personagens que estamos tão familiarizados. Exemplo: a personalidade arrogante de Rachel que tanto ouvíamos falar no início da primeira temporada, como Quinn ficou grávida…

A narrativa do livro é em terceira pessoa, mas a diferença da maioria dos livros é que o narrador é onipresente, ou seja, sabemos tudo o que se passa na cabeça de todos os personagens. Isso é muito legal. Outra coisa legal é que nós, os gleeks maníacos, ficamos imaginando as cenas de músicas durante toda a leitura. Até quem já viu até a terceira temporada, consegue se identificar com Rachel cantando a música Tonight, do Wes Side Story!

A escrita de Sophia Lowell me lembrou muito a de Diana Peterfreund, de Sociedade Secreta: fluída, com vocabulário variado e deliciosa! Pra quem nunca viu a série, super recomendo Glee – O Início, porque vai te deixar com aquele gostinho de quero mais. Pra quem conhece a série, tipo eu, o livro é um pouco decepcionante, mas é legal para conhecer um pouquinho mais O livro tinha tudo para ser, pelo menos, 4 estrelas, mas alguns errinhos que passaram e uma coisa que eu ainda não entendi no livro WTF?? Puck Puckerman?? fizeram ele cair um pouco na minha escala.

Assinatura_4