|Sábado Em Outra Língua| The Land Of Stories: A Grimm Warning (Land Of Stories #3) ~ Chris Colfer

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

Conner Bailey thinks his fairy-tale adventures are behind him—until he discovers a mysterious clue left by the famous Brothers Grimm. With help from his classmate Bree and the outlandish Mother Goose, Conner sets off on a mission across Europe to crack a two-hundred-year-old code. Meanwhile, Alex Bailey is training to become the next Fairy Godmother…but her attempts at granting wishes never go as planned. Will she ever be truly ready to lead the Fairy Council? When all signs point to disaster for the Land of Stories, Conner and Alex must join forces with their friends and enemies to save the day. But nothing can prepare them for the coming battle…or for the secret that will change the twins’ lives forever.

The Land of Stories: A Grimm Warning (Land Of Stories #3) – Chris Colfer

 ISBN: 978-0-3164-0681-9

Editora: Little, Brown Books For Young Readers

Ano de Lançamento: 2014

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 448

Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores

Eu sinceramente vou ter que começar a rever meus critérios de avaliação para as minhas leituras, porque alguns livros estão merecendo mais que cinco estrelas. E The Land Of Stories: A Grimm Warning, é um deles.

No terceiro livro de The Land Of Stories, os gêmeos Conner Alex continuam separados. Ele, vivendo sua vida na Terra, indo à escola e encobrindo o sumiço da irmã, enquanto ela está morando no Fairy Kingdom, treinando para ser nada menos que a próxima Fada Madrinha. E tudo parece estar indo perfeitamente bem para os dois. Os treinamentos da menina não podiam estar indo melhores, embora ainda tenha problemas com alguns feitiços e o menino foi convidado para ir à Alemanha numa cerimônia de abertura de uma capsula do tempo dos irmãos Grimm.

Mas, como sempre, alguma coisa tem que dar errado. A capsula contém três histórias inéditas dos irmãos Grimm, e duas delas, acabam chamando a atenção de uma das colegas de Conner, por serem extremamente parecidas com as dele. No entanto, é a terceira que mais o preocupa. Aliás, nem com um conto se parece, é mais como um aviso. E, pelo jeito, alguma coisa terrível vai acontecer. Enquanto isso, Alex tem apenas uma coisa em mente: seu baile de apresentação que seria o equivalente a uma festa de debutante nossa, e as coisas realmente estão dando certo, até que alguns convidados indesejados aparecem.

Por mais que pouco tempo tenha se passado entre os eventos dos dois livros, os gêmeos mudaram bastante desde The Enchantress Returns. Os dois amadureceram, cada um de sua maneira, e Chris Colfer soube mostrar bem isso durante o livro. E não foram só os personagens que amadureceram, a narrativa está menos infantil. As preocupações dos gêmeos não são mais “coisas de criança”, o foco do livro não é uma aventura no mundo do conto de fadas, os problemas de AlexConner não são problemas de crianças. Além de terem que defender um mundo praticamente por conta própria, eles estão na adolescência, e o autor não esqueceu de mostrar isso, sendo mais sutil em alguns momentos e mais direto em outros.

A escrita de Chris evoluiu bastante desde o primeiro livro. Mesmo tendo uma pegada mais infantil, – por conta até do público ao qual o livro é direcionado – ela é mais dinâmica. O livro engloba um problema principal, mas é recheado de outros problemas que são resolvidos em poucas páginas mas ao mesmo tempo não faz parecer que foi fácil demais, ou que ficou incompleto.

Chris já confirmou que haverá um quarto volume de The Land Of Stories e eu não poderia estar mais animada. A Grimm Warning criou muitos mistérios, mas solucionou apenas alguns deles – obviamente que o maior ficando para as últimas páginas do livro. A quantidade de teorias que já estão rondando a internet é imensa, são tantas possibilidades que a vontade de ter em mãos o próximo livro é inexplicável.

 Assinatura_4
Anúncios

|Quarta Em Outra Língua| The Land Of Stories: The Enchantress Returns (Land Of Stories #2) ~ Chris Colfer

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

After decades of hiding, the evil Enchantress who cursed Sleeping Beauty is back with a vengeance.

Alex and Conner Bailey have not been back to the magical Land of Stories since their adventures in The Wishing Spell ended. But one night, they learn the famed Enchantress has kidnapped their mother! Against the will of their grandmother, the twins must find their own way into the Land of Stories to rescue their mother and save the fairy tale world from the greatest threat it’s ever faced.

The Land of Stories: The Enchantress Returns (Land Of Stories #2) – Chris Colfer

 ISBN: 978-0-3162-0154-4

Editora: Little, Brown Books For Young Readers

Ano de Lançamento: 2013

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 517

Depois de quase um ano de espera, finalmente consegui ter em mãos a continuação de The Land Of Stories: The Wishing Spell. E posso dizer com todas as palavras que não esperava nada do que o livro realmente foi. Para um autor iniciante, num livro focado para um público mais jovem, Chris Colfer fez um trabalho I-N-C-R-Í-V-E-L com The Land Of Stories: The Enchantress Returns

No segundo volume de The Land Of Stories, voltamos a encontrar com os gêmeos Bailey algum tempo depois de sua última aventura na terra onde os contos de fadas não são contos. Os dois têm levado uma vida normal, na medida do possível, embora sempre tenham o desejo de voltar para a Land of Stories. Conner pensando na futura carreira de escritor, Alex preocupada com seu futuro escolar…

Isso até que um dia a mãe deles não volta para casa no horário normal e uma série de acontecimentos fazem com que eles sejam obrigados a encontrar seu próprio caminho para a Land of Stories, uma vez que a avó deles, – mais conhecida como a Fada Madrinha – uma das poucas que tem condições de ficar transitando entre o mundo humano e o mundo dos contos de fadas.

A narrativa de Chris Colfer evoluiu muito entre o primeiro e o segundo volume. Em The Enchantress Returns, os capítulos são mais fluídos, existem menos cenas cansativas, “desnecessárias”, e eu posso dizer que em vários momentos eu me peguei rindo sozinha. O autor, ao mesmo tempo que traz alguns momentos de comédia, páginas depois, te faz quase chorar.

Eu admiro muito a Alex e o Conner. Quer dizer, durante a leitura, você vê o quão maduros eles são para a idade deles, tudo o que eles passam, principalmente a partir da segunda metade do livro, mostra que a idade não representa como a pessoa é por dentro. Eles tomam decisões que muitas vezes prejudicam eles, mas ajudam os outros.

O livro é incrivelmente mais maduro que o primeiro, trazendo mais conflitos tanto físicos quanto psicológicos, o amadurecimento dos gêmeos, como eu já mencionei aí em cima… Um dos pontos altos para mim foi um trecho de batalha que ela, em vários momentos, deixou de ser uma coisa física e passou a ser mais uma luta interna dentro de Alex.

Mal posso esperar pelo terceiro livro da série, que deve ser lançado agora no primeiro semestre de 2014. Chris Colfer deixou de ser apenas um ator/cantor para mim, ele passou a ser um escritor de qualidade que eu admiro e espero ser como ele um dia.

 Assinatura_4

|Sexta Em Outra Língua| United We Spy (Gallagher Girls #6) ~ Ally Carter

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

Cammie Morgan has lost her father and her memory, but in the heart-pounding conclusion to the best-selling Gallagher Girls series, she finds her greatest mission yet. Cammie and her friends finally know why the terrorist organization called the Circle of Cavan has been hunting her. Now the spy girls and Zach must track down the Circle’s elite members to stop them before they implement a master plan that will change Cammie—and her country—forever.

United We Spy (Gallagher Girls #6) – Ally Carter

 ISBN: 978-1-4231-6599-6

Editora: Disney Hyperion

Ano de Lançamento: 2013

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 296

Essa resenha contém spoilers dos cinco livros anteriores.

Sabe qual é a sensação de esperar por um livro durante quase um ano e meio, comprá-lo faltando dois meses para o lançamento e madrugar no dia cinco de setembro para lê-lo o mais rápido possível e depois de sete horas você já ter terminado, com um pesar no coração e a tristeza evidente nas lágrimas que escorrem pelo seu rosto? Foi assim a minha aventura com United We Spy.

Em sua contínua busca pelos antigos líderes do Circle of Cavan, em um primeiro momento, temos Cam e Bex entrando em contato com um dos descendentes dos fundadores dele. E o que se segue não é exatamente o planejado que acontece.

E as coisas apenas pioram no decorrer do último volume da série Gallagher Girls. Nada parece dar certo para as espiãs da Academia Gallagher, ninguém sabe em quem se pode confiar, amigos se tornam inimigos, inimigos se tornam informantes…

Sabe o livro que você fica ao final de cada capítulo gritando “Como assim?!”? Então, bem vindos a United We Spy. Eu, durante a minha primeira leitura, perdi a conta de quantas vezes me olharam feio porque eu soltei uma frase como essa em algum lugar que eu não devia. Vocês sabem o que é ler um livro de quase trezentas páginas em inglês em sete horas INTERRUPTAS – porque eu tinha que parar durante as aulas – e quando ele acaba, você fica com aquele sentimento de vazio no coração, como se uma parte de você tivesse ido embora?

Eu cada vez mais me surpreendo com os livros da Ally Carter. Ela conseguiu fazer tudo nesse livro, e ainda deixar uma porta em aberto para uma possível continuação – que eu realmente espero que exista. E, falando sério, não foram poucas as vezes que eu quase comecei a chorar e fiquei grudada nas páginas para ver o que ia acontecer, se tudo aquilo era mesmo verdade.

‘A Gallagher Girl is whatever she wants to be. […] And, most of all, she is my sister.’

Elizabeth Sutton

Eu acho que um dos momentos mais me emocionou durante toda a leitura foi o discurso de formatura que a Liz fez. Eu li o livro faltando dois meses para a minha formatura. E esse discurso… Me marcou, e eu percebi que não foi apenas comigo. Todas as minhas amigas que leram, as booktubers e as blogueiras, têm a mesma opinião sobre esse discurso. Ao mesmo tempo que ele é, em parte, de partir o coração, ele é lindo e mostra a mensagem que a autora tentou passar durante toda a série.

E a Cammie… Durante toda a série ela cresceu tanto, e esse livro conseguiu mostrar todos os lados dela, tudo o que ela aprendeu durante os anos na academia. United We Spy trabalha com cada personagem, sem deixar de lado o plot principal. Eu realmente fiquei assustada de uma boa maneira com toda a evolução da Liz nesse último livro.

E, com tudo isso acontecendo, Ally Carter não deixa de lado o fato de que as personagens são adolescentes e, mesmo sendo espiãs, ainda têm que lidar com applications para faculdades, futuro, namoros… Eu não tenho nada de ruim para falar de Gallagher Girls, muito menos de United We Spy.

Infelizmente, é mais uma série que termina… Recomendo demais todos os livros da série e, por mais que você não goste de algum, continuem indo, porque Ally Carter sabe tornar tudo melhor, e eu sinto como se eu tivesse vivido junto as aventuras de Cam, a Camaleão e suas amigas…

Assinatura_4

|Quarta Em Outra Língua| Out Of Sight, Out Of Time (Gallagher Girls #5) ~ Ally Carter

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

The last thing Cammie Morgan remembers is leaving the Gallagher Academy to protect her friends and family from the Circle of Cavan-an ancient terrorist organization that has been hunting her for over a year. But when Cammie wakes up in an alpine convent and discovers that months have passed, she must face the fact that her memory is now a black hole. The only traces left of Cammie’s summer vacation are the bruises on her body and the dirt under her nails, and all she wants is to go home.
Once she returns to school, however, Cammie realizes that even the Gallagher Academy now holds more questions than answers. Cammie, her friends, and mysterious spy-guy Zach must face their most difficult challenge yet as they travel to the other side of the world, hoping to piece together the clues that Cammie left behind. It’s a race against time. The Circle is hot on their trail and willing stop at nothing to prevent Cammie from remembering what she did last summer.

Out Of Sight, Out Of Time (Gallagher Girls #5) – Ally Carter

 ISBN: 978-1-4231-4794-7

Editora: Disney Hyperion

Ano de Lançamento: 2012

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 294

Essa resenha contém spoilers dos quatro livros anteriores.

Tá aí uma série que não consegue me decepcionar. Out Of Sight, Out Of Time é o quinto volume da série Gallagher Girls, mais conhecida como uma das melhores séries que eu já li durante minha vida de leitora.

Dessa vez, o livro começa um pouco depois de onde o quarto volume foi finalizado. Depois de Cammie fugir da Academia Gallagher para proteger seus amigos e sua família, a próxima notícia que temos dela no livro é quando ela acorda em um mosteiro no meio da Europa. Alguns meses depois de ter saído de sua casa. E o grande problema, é que ela não se lembra de nada do que aconteceu durante o verão.

Ao voltar para a academia, todos incluindo Zach querem saber por onde ela passou e o que aconteceu com ela, mas em alguns momentos, a própria Cammie não quer saber o que aconteceu. Mesmo assim, ela se esforça ao máximo para se lembrar, contando com a ajuda de algumas pessoas… Inesperadas.

Acho que todos aqui já sabem da minha paixão pelos livros da Ally Carter. E eu posso dizer com todas as palavras que com esse livro não foi nada diferente. Cada vez mais, os volumes da série Gallagher Girls estão indo para um lado mais e mais negro, explorando os segredos do passado da família da protagonista, todos as dificuldades que Cam está passando para se lembrar de tudo o que aconteceu durante suas férias…

Para um young adult, eu posso dizer que o livro pode ser um pouco pesado em alguns momentos, uma vez que a autora começa a se aprofundar mais em temas que haviam sido tratados apenas superficialmente nos outros volumes, mas ao mesmo tempo, ela trata de assuntos de adolescentes normais. Afinal, não é porque você é uma espiã que você deixa de ter problemas com seu namorado.

E isso é uma das coisas que me faz adorar o Zach. Ele é um espião, mas ao mesmo tempo, ele é o melhor amigo e namorado da Cam, e a Ally Carter mostra muito bem esses três lados diferentes dele durante toda a leitura. Não é porque eles estão juntos o tempo todo, que eles ficam se agarrando loucamente de um lado para o outro, sabe?

Quando eu acabei de ler Out Of Sight, Out Of Time, a única coisa que eu sabia era que eu necessitava do sexto e último livro da série. O problema é que eu tive que esperar quase um ano e meio para ele chegar, e isso foi me enlouquecendo!

Mais uma vez, a autora trouxe um livro sensacional para dar continuidade à série. Ela fez a protagonista crescer e passar por muita coisa que são poucos adultos que aguentam passar. Ela criou um plot simplesmente incrível para o livro, e eu não tenho absolutamente nada para falar de ruim desse livro.

Eu só vou dizer, como sempre, para que vocês leiam Gallagher Girls. Por mais que muita gente não goste do primeiro livro, eu garanto que os próximos desenvolvem muito mais toda a história da espionagem e que vale 100% à pena.

Assinatura_4

|Sexta Em Outra Língua| Struck By Lightning: The Carson Phillips Journal ~ Chris Colfer

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

Struck By Lightning: The Carson Phillips Journal follows the story of outcast high school senior Carson Phillips who blackmails the most popular students in his school into contributing to his literary journal to bolster his college application; his goal in life is to get into Northwestern and eventually become the editor of The New Yorker.

At once laugh-out-loud funny, deliciously dark, and remarkably smart, Struck By Lightning unearths the dirt that lies just below the surface of high school.

The film Stuck By Lightning is set to be released by Tribeca Film later this year and features Colfer’s own original screenplay. Colfer also stars in the film alongside Allison Janney, Christina Hendricks, Dermot Mulroney, Sarah Hyland, and Polly Bergen.

Struck By Lightning: The Carson Phillips Journal – Chris Colfer

 ISBN: 978-0-3162-3295-5

Editora: Little, Brown Books For Young Readers

Ano de Lançamento: 2012

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 272

Ok, meu ritmo de leitura está bem rapidinho agora que eu estou definitivamente de férias, então eu li esse livro em menos de um dia, por isso eu nem coloquei no Andando na Minha Mochila, porque realmente nem deu tempo.

Struck By Lightning: The Carson Phillips Journal, conta, em forma de diário, como o próprio título já sugere, a vida de Carson Phillips, que é quem escreve o livro, basicamente. No começo, eu achava que o livro ia ser uma coisa como a série O Diário da Princesa, mas na verdade, Chris Colfer desenvolveu diálogos no meio do diário do protagonista, e esse foi um ponto muito positivo para mim no livro, foi o que me fez ficar presa ao livro.

Carson é um adolescente comum, ele em certo o ponto, me lembrou até de mim mesma: preocupado com o futuro, perfeccionista, gosta de escrever, enfiado em três clubes na escola, sendo que praticamente comanda esses três… E o livro é composto realmente das confissões do protagonista, os seus medos, seus pensamentos…

Eu acho que muitos adolescentes também iriam se identificar com os problemas que Carson passa, são problemas de adolescentes normais, ele não tem nada de especial, e eu penso que é isso que fez o livro estourar tanto. Ok, diferentemente de The Wishing Spell, Struck By Lightning é um livro para um público mais adolescente, jovem adulto, sabe? Por ler esse logo em seguida do TWS, deu para perceber bem a diferença de linguagem que o autor, Chris Colfer, usa nos dois livros. Esse tem uma linguagem mais adolescente, alguns palavrões, gírias que os adolescentes americanos usam, que dificultaram um pouco a leitura, mas nada que uma visita ao Google não resolvesse. Recomendadíssimo!

 

|Quarta Em Outra Língua| The Land of Stories: The Wishing Spell (Land Of Stories #1) ~ Chris Colfer

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

Alex and Conner Bailey’s world is about to change, in this fast-paced adventure that uniquely combines our modern day world with the enchanting realm of classic fairy tales.

The Land of Stories tells the tale of twins Alex and Conner. Through the mysterious powers of a cherished book of stories, they leave their world behind and find themselves in a foreign land full of wonder and magic where they come face-to-face with the fairy tale characters they grew up reading about.

But after a series of encounters with witches, wolves, goblins, and trolls alike, getting back home is going to be harder than they thought.

The Land of Stories: The Wishing Spell (Land Of Stories #1) – Chris Colfer

 ISBN: 978-0-3162-0157-5

Editora: Little, Brown Books For Young Readers

Ano de Lançamento: 2012

Estrelas: 4 de 5

Páginas: 448

Então, eu ia fazer uma vídeo resenha, lembra? Mas eu estou viajando e eu esqueci de trazer a minha câmera e eu estou postando pelo tablet, ou seja, sem chance de gravar video.

Enfim, The Wishing Spell é o primeiro livro da série The Land of Stories, que na verdade é o nome do livro que as crianças lêem no livro… Bem, o livro conta a história de dois irmãos gêmeos, a Alex e o  Conner, que têm passado por tempos difíceis depois da morte do pai deles, mas uma visita inesperada da avó deles no dia em que completam onze anos pode mudar tudo isso.

Para a felicidade da menina, a avó dá a eles de presente o livro que costumava ler para eles quando eles eram crianças, o “The Land of Stories”. Só que não é um livro comum, e é aí que começa toda a loucura da narrativa desenvolvida pelo Chris Colfer. Os gêmeos acabam, literalmente, entrando dentro do livro e vão parar na terra dos contos de fadas, onde a Cinderella, a Branca de Neve, a Chapeuzinho Vermelho, a Bela Adormecida… Todas elas governam algum reino.

A história do livro, em geral, é uma coisa meio bobinha, mas a narrativa e a curiosidade foi o que me prendeu na leitura. O livro não é um YA, ele é realmente feito para crianças, e eu consigo me ver lendo essa história para as irmãs das minhas amigas, mas, pelo menos comigo, depois que eu comecei a ler, eu não consegui mais parar, porque a narrativa conseguiu me prender. Eu consegui ler quase 200 páginas do livro em um dia, porque eu queria terminar logo para saber o que ia acontecer.

Eu não posso dizer que o final do livro não era previsível, já que eu já havia pensado na possibilidade de o que aconteceu acontecer, mas a maneira com que o autor coloca isso para Alex e Conner foi um dos pontos altos do livro, sem sombra de dúvidas.

Eu recomendo The Wishing Spell para quem quer dar aquela volta pela infância ou ainda tem irmãos menores e quer ler uma história para eles. Durante toda a leitura, eu me vi voltando na minha infância, lembrando dos filmes da Disney, das histórias que minha mãe me contava… A ideia que o Chris Colfer teve para esse livro foi genial, e agora eu espero ansiosamente pelo segundo livro dessa que promete ser uma série maravilhosa.

 

|Sexta Em Outra Língua| Only The Good Spy Young (Gallagher Girls #4) ~ Ally Carter

Em Outra Língua é um meme criado pela Giu do Amount of Words.

When Cammie Morgan enrolled at the Gallagher Academy, she knew she was preparing for the dangerous life of a spy. What she didn’t know was that the serious, real-life danger would start as soon as her junior year. But that’s exactly what happened two months ago, when she faced off against an ancient terrorist organization dead set on kidnapping her.

Now the danger follows her everywhere, and even Cammie “The Chameleon” can’t hide. When a terrifying encounter in London reveals that one of her most trusted allies is actually a rogue double agent, Cammie no longer knows if she can trust her classmates, her teachers – or even her own heart.

In this fourth installment of the New York Times best-selling series, the Gallagher Girls must hack, spy, steal, and lie their way to the truth as they go searching for answers, recognizing that the key to Cammie’s future may lie deep in the past.

Only The Good Spy Young (Gallagher Girls #4) – Ally Carter

 ISBN: 978-1-4231-2820-5

Editora: Disney Hyperion

Ano de Lançamento: 2010

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 265

Eba! Mais Gallagher Girls! Hoje, para vocês, o quarto livro da série e a resenha de número 40 aqui no blog! Como o tempo tá passando depressa, não? Além disso, essa é a primeira resenha do blog de um livro inglês, o que vocês acham? O blog vai começar agora a ter mais resenhas de livros internacionais porque eu estou comprando uma quantidade significativa de livros em inglês para conseguir terminar de ler todas as minhas séries. Bem, vamos ao livro?

Only The Good Spy Young começa logo depois do final de Espiãs Também Se Enganam. Cameron Morgan foi passar as férias de inverno com a família de uma de suas melhores amigas, Bex. Todas as lembranças do que aconteceram no último semestre continuam a assombrar a cabeça dela, mas o que ela não esperava era encontrar um certo espião em Londres. E toda vez que eles se encontram, é certeza que coisa ruim vai acontecer.

A única coisa que ela não esperava era descobrir que um de seus aliados mais confiáveis era um agente duplo. Ou pelo menos aparentemente. Depois disso, a vida de Cam só se torna mais difícil e complicada do que já era. Como se fosse fácil além de ser uma adolescente com problemas com garotos estudar em uma escola para espiãs, ter missões quase suicidas e ser tratada como uma veterana…

Enfim, Ally Carter vem me surpreendendo cada vez mais, a ponto de me fazer comprar livros em inglês para matar a vontade de ler e terminar logo a série. Num bom sentido, claro.

Em Only The Good Spy Young, a autora aprofunda muito, muito, muito mais em todo o mundo da espionagem, mostrando toda a coisa de agentes duplos, confiança e traição… O conflito principal desse livro é muito bom, e a Ally Carter conseguiu desenvolver de um jeito que eu li o livro, em inglês, em menos de dois dias.

Um dos pontos fortes que eu vejo em ler em inglês é realmente conseguir entender o estilo do autor e a maneira que o livro corre. E eu não me decepcionei com a autora! Isso mostra como a tradução é fiel e não altera em nada o ritmo da leitura.

Eu não tenho o que falar do livro a não ser que é tudo de bom! Eu fiquei simplesmente apaixonada por essa série e estou ansiosa pelo sexto livro da série Gallagher Girls, para saber como as aventuras da Cam e suas amigas vai acabar. Infelizmente, o sexto livro só deve ser lançado no fim do ano que vem ou no início de 2014. Enquanto isso, me resta ficar relendo os cinco livros e esperar a Galera Record lançar o quarto e o quinto livro.

Depois que eu comecei a ler essa série eu fiquei ainda mais fascinada pelo mundo da espionagem na literatura. Only The Good Spy Young é, até agora, o melhor livro da série! No quesito de espionagem, somos apresentados a mais “acessórios” e uma vida muito mais arriscada! Algumas personagens foram deixadas de lado nesse quarto livro, mas acho que compensou com os outros livros. Por exemplo, no terceiro, o foco, além da Cam era a Macey. Nesse livro, ela foi deixada um pouco de lado. Achei isso bem legal, sabe? Não focar muito em personagens secundários, ficar intercalando eles…

Bem, acho que é isso. O livro é mais do que excelente e vale ler a série só para chegar nesse volume. Semana que vem, temos o quinto e último livro lançado até agora da série, Out of Sight, Out of Time e chega de Ally Carter por enquanto!!