Métrica (Slammed #1) ~ Colleen Hoover

Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor.

Métrica (Slammed #1) – Colleen Hoover

 ISBN: 978-85-01-40186-1

Editora: Galera Record

Ano de Lançamento: 2013

Estrelas: 5 de 5

Páginas: 304

Layken, ou simplesmente Lake, acabou de se mudar do calor do Texas para o sempre frio Michigan com sua mãe e seu irmão. Ela não poderia estar menos animada com toda a situação, afinal, além de ter perdido o pai, teve de mudar toda a sua vida. E as coisas só parecem ir de mau a pior, até ela conhecer seu novo vizinho, Will. Logo pode-se perceber que os dois têm alguma conexão, mas, como todo romance, é óbvio que eles não podem ficar juntos.

Eu confesso que a minha primeira reação foi “Por que todo mundo está falando tanto desse livro? Eu já li esse plot antes.”, mas é aí que nós somos apresentados ao slam. O slam é uma competição de poesia, mas interpretado. Muito bem interpretado. E o que vale não é a poesia em si, mas sim as emoções que a pessoa consegue passar para o público. Para isso, a Colleen Hoover usa do negrito e do itálico para montar os poemas. E isso faz toda a diferença. Não temos a descrição do que os personagens estão fazendo enquanto recitam, mas conseguimos entender perfeitamente o que eles sentem só por esses recursos gráficos.

E com o tempo, a história vai se desenvolvendo e quando você percebeu você está chorando com os poemas e com o final da história. Que é surpreendente, aliás. Todo mundo que eu conheço que leu não esperava nada do que aconteceu, e isso foi apenas um dos pontos positivos de Métrica.

A história de Lake Will não é, por mais que possa parecer no começo, mais uma história de amor proibido. Os dois tem muito mais em comum que imaginam, e a relação deles é muito mais que simplesmente um romance. A maneira com que Colleen trabalha isso é incrível. E não é apenas durante os slams que nós podemos sentir a intensidade dos personagens. A escrita dela é fluída e viciante, eu só parei de ler o livro quando ele acabou – e eu admito que comprei Pausa no minuto seguinte.

Slammed com certeza entrou na minha lista de dualogias/trilogias favoritas. É o melhor New Adult que eu já li até hoje e, quando Métrica termina, a autora fecha a história, mas ao mesmo tempo deixa aquele “quero mais” no final da página.

Assinatura_4

Anúncios